Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental


0
Vagas Semestrais
0
Créditos exigidos
0h
Carga Horária

Objetivos do Curso

O Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Fagram visa formar profissionais com autonomia intelectual, atuação crítica, criativa e ética, sintonizada com as necessidades do país e da região, com uma sólida base científica, técnica, cultural e de respeito ao meio ambiente. Os profissionais formados pela Fagram possuirão capacidade de liderança, de reflexão e intervenção em diferentes contextos além de facilidade para trabalhar em equipe. Deverão, também, dominar as linguagens e os vocabulários próprios das áreas afins, comunicando-se por escrito e verbalmente de forma eficiente, com uso de diversos meios existentes para a comunicação eficaz.

Para isto, o curso desenvolve as seguintes competências e habilidades gerais:

  • Desenvolvimento de projetos de prevenção, redução ou eliminação da poluição das águas e da deterioração das matas e do solo;
  • Realização de auditorias ambientais;
  • Levantar, analisar e monitorar os parâmetros ambientais, bem como propor alternativas para minimização e/ou compensação dos impactos ambientais da atividade humana;
  • Avaliar a conformidade legal dos atos e atividades produtivas e elaborar relatório de impacto ambiental, bem como políticas e programas de educação ambiental;
  • Tomar decisões de maneira crítica, flexível e autônoma, respeitando os princípios do trabalho em equipe e da ética profissional;
  • Levantar, analisar e adaptar processos e/ou tecnologias – bem como desenvolvê-las através de projetos de pesquisa de forma autônoma ou em equipe multidisciplinar – visando à minimização dos problemas ambientais e seus respectivos impactos sociais, econômicos e culturais, inclusive exercitando seu perfil empreendedor;
  • Compreender os princípios das relações homem – ambiente e suas inter-relações no contexto social, cultural, econômica e política.
  • Utilizar métodos de análises para identificação dos processos de degradação natural;
  • Supervisionar as atividades de exploração dos recursos naturais renováveis e não renováveis, monitorando e minimizando os impactos ambientais causados por esta exploração para as atividades industriais, suas conseqüências na saúde, no ambiente e na economia;
  • Analisar os aspectos sociais, econômicos, culturais e éticos envolvidos nas questões ambientais;
  • Monitorar os parâmetros de qualidade ambiental do solo, da água e do ar;
  • Conhecer, analisar e aplicar a legislação ambiental para utilizá-la de forma ética e coerente;
  • Planejar o crescimento de cidades e da ocupação de terrenos;
  • Participar pró-ativamente na elaboração de planos diretores urbanos e regionais (controlando os impactos ambientais e priorizando a conservação do meio ambiente);
  • Elaborar e implantar políticas e programas de educação ambiental.

Além da formação técnica, o profissional formado pela Fagram deve apresentar capacidade crítica para analisar seus próprios conhecimentos e refletir sobre sua necessidade de auto-aperfeiçoamento contínuo, buscando continuamente aprimorar sua capacidade de investigação científica e atuação em atividades de planejamento, execução, coordenação e avaliação.

É considerada fundamental pela Fagram, ainda, que seus egressos apresentem formação humanística que subsidie e oriente uma atuação ambientalmente responsável, baseada em preceitos éticos e legais, visando pleno exercício da cidadania, em consonância com sua responsabilidade social.

Veja a Grade Curricular Completa

Turno Manhã

Diplomas e Certificados

  • Além do diploma de Tecnólogo em Gestão do Agronegócio, o aluno também obtém certificações de qualificação profissional a partir da conclusão dos módulos intermediários do currículo. Os certificados são equivalentes a cursos de Extensão Universitária, com atividade profissional classificada na CBO – Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Mercado de trabalho do gestor ambiental

As opções de carreira incluem planejamento, gestão e regulação ambiental no setor privado e público e organizações não-governamentais, mediação e resolução de conflitos ambientais, além de consultorias. O grande número de segmentos profissionais que pode potencialmente contratar analistas ambientais mostra que se trata de um mercado de trabalho aberto e em constante transformação. Outro aspecto relevante é o fato das projeções indicarem que se trata de um mercado de trabalho em expansão e com forte tendência de maior ampliação no futuro.

As possibilidades e perspectivas de inserção do profissional de nível superior em Tecnologia em Gestão Ambiental no mercado de trabalho fluminense são bastante elevadas, tanto no serviço público como no setor privado.

No serviço público as áreas de atuação do gestor ambiental estão relacionadas ao planejamento e monitoramento da qualidade do meio ambiente, com a realização de levantamentos, pesquisas, inspeções e aplicação de tecnologias para preservação, conservação e recuperação ambiental, bem como nos sistemas de abastecimento e tratamento de água e esgoto e sistemas de controle da poluição em geral. As atividades ligadas à indústria petrolífera se multiplicam por todo o estado, promovendo desenvolvimento à diversas regiões, nem sempre de forma planejada e sustentável. Neste sentido, o perfil do profissional formado no curso de Tecnologia em Gestão Ambiental vem de encontro à necessidade de supervisão e monitoramento constante destas atividades (petrolífera e desenvolvimento urbano).

No setor privado, as oportunidades também são bastante significativas. No setor industrial o profissional poderá atuar em empresas de serviços e indústrias desenvolvendo atividades nas áreas de tratamento de água para uso industrial, controle de poluição nos seus diferentes aspectos, sistemas de tratamento, controle e monitoramento de efluentes industriais, sistemas de gerenciamento de resíduos sólidos e outras atividades relacionadas com o controle ambiental.

Poderá atuar, ainda, em consultorias, laboratórios especializados, em instituições de ensino e pesquisa e nos demais órgãos públicos, privados e no terceiro setor como o profissional capaz de aplicar metodologias e diagnósticos, para a solução de problemas ambientais.